Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

Menu Principal

Conteudo empresas

Malhas Jaboatão

Dicas de qualidade

 

ARMAZENAMENTO

  • Nunca armazenar o tecido em forma de "fogueira" ou no sentido vertical. Os rolos devem ser empilhados em paralelo e devem estar apoiados completamente na lateral. (Empilhamento máximo de 5 rolos).
    Atenção: o encolhimento do tecido pode variar de um lote para outro.
  • Armazenar em local seco, sem incidência direta de luz solar.
  • Proteger o ambiente contra roedores e pragas.

MODELAGEM

  • Antes do enfesto e corte é importante verificar o provável encolhimento do tecido após lavagem. Para isto é necessário que seja feita uma peça piloto do lote recebido e submetê-la às mesmas condições de lavagem as quais será submetido o tecido. Acrescentar o resultado obtido na modelagem.
    Atenção: o encolhimento do tecido pode variar de um lote para outro.
  • Observar a construção do tecido ao riscar o molde, deixando todas as partes da peça no mesmo sentido.

CORTE E ENFESTO

  • Preparar o enfesto com rolos da mesma remessa e em ordem cronológica.
  • Nunca misturar lotes e nuances diferentes.
    Obs.: na fábrica, o tecido é separado por nuances que tem as mesmas características e, misturá-los, pode causar diferença de tonalidade na peça.
  • Evitar tensões excessivas ao desenrolar o tecido.
  • Não ultrapassar 40 folhas no enfesto (aproximadamente 15cm de altura).
  • Para obter um corte de precisão, observar se a Tesoura está bem afiada.
  • Não deixar de utilizar as guias de corte.
  • Observar marcações na ourela do tecido que indicam defeitos que devem ser retirados no corte.
  • No corte, todas as partes da peça devem ser marcadas para evitar a possibilidade de trocas no fechamento, principalmente nas partes menores. A troca das partes em uma peça pode ocasionar diferença de tonalidade nas peças.

COSTURA

  • Importante adequar a linha e a agulha à gramatura do tecido.
  • Sugerimos a utilização de 4 a 5 pontos por cm na costura. Realizar teste de resistência da costura esticando 3 a 4 vezes para verificar se a mesma não se rompe.
  • Para evitar enrugamento na costura é importante evitar pressão do calcador. Os dentes das máquinas não devem estar altos demais ou adiantados. A regulagem adequada evitará pontos disformes e uma costura inadequada. Sempre que houver o recebimento do novo tecido, este procedimento deverá ser repetido. Se ocorrer rompimento da linha, ajustes adicionais no maquinário de costura deverão ser feitos para aumentar a elasticidade da costura.
  • Obedecer sempre os piques de orientação para evitar qualquer entortamento da peça.
  • Não esticar ou puxar o tecido durante a costura para evitar variação do ponto e distorções da peça confeccionada. A não observação deste item pode causar um grave defeito, conhecido como "perna torta".
  • É importante fazer teste de resistência da costura esticando de 3 a 4 vezes, verificando se não existe possibilidade de rompimento.
  • Em tecidos PT (Pronto para Tingimento):

    :: Utilizar linha 100% algodão mercerizada para tingimento homogêneo.

    :: Utilizar ponto frouxo, para não acontecer de estourar a costura, após o tingimento.

    :: Utilizar máquina de ponto corrente nas costuras que exigem elasticidade. Para costura - de zíper, em vincos, fixações e aplicações - onde o alongamento deve ser limitado, utilizar ponto fixo.

COPYRIGHT 2006© Grupo Valdeir Batista - Todos os direitos reservados